A manutenção de patins deve ser constante e levar em consideração as necessidades que o equipamento possui. Fazer isso de modo correto prolonga a vida útil dele, traz grande economia e permite que o usuário desfrute, por mais tempo, desse item durante toda a sua prática.

Os cuidados com a manutenção levam em conta uma série de fatores, que estão diretamente ligados ao desempenho dos patins no dia a dia. Que tal saber como devem ser as práticas de conservação mais importantes?

Este post trará dicas indispensáveis sobre o que deve ser considerado para manter os patins em ótimas condições de uso por mais tempo. Continue a leitura e confira!

Aplique lubrificante nos rolamentos

É imprescindível que os rolamentos estejam em perfeito funcionamento, e isso tem a ver com o nível de lubrificação dessas partes dos patins. Para isso, aplique produtos recomendados cerca de uma vez por mês, ou sempre que sentir que os rolamentos não estão com o desempenho esperado.

Um cuidado que deve ser tomado nesse procedimento é com a quantidade de lubrificante, uma vez que isso está condicionado à velocidade que o equipamento pode atingir após a manutenção de patins. Desse modo, aplique um pouco e verifique, em seguida, se há necessidade de colocar mais.

Higienize as botas constantemente

As botas são partes essenciais dos patins. Logo, o uso por horas seguidas fará com que elas acumulem muito suor, podendo causar mau cheiro ocasionado por bactérias. Desse modo, deixe que sequem ao ar livre, naturalmente, sempre após a prática.

O material externo das botas também deve receber atenção especial. O material é resistente, mas precisa ser higienizado para que tenha vida útil maior. Sendo assim, passe um pano úmido na região em que o material for predominante. Isso livrará o equipamento de poeira e sujeiras.

Troque partes desgastadas

O uso dos patins pode provocar desgastes naturais em diversas partes do equipamento. Por esse motivo, é fundamental que o praticante cheque isso regularmente e troque o que for necessário uma vez ao ano, ou sempre que for preciso.

É importante lembrar que peças fora de suas condições adequadas podem prejudicar o desempenho do patinador, ou até mesmo ocasionar acidentes. Diante disso, uma das principais partes que merece atenção é o freio. Como está em constante atrito com o chão, com o tempo, ele se mostrará altamente desgastado, precisando ser substituído.

O mesmo acontece com as rodas. Além de sua função natural, elas também são utilizadas para frear os patins em altas velocidades, o que aumenta o desgaste dessas peças. No caso de patins clássico, os amortecedores também precisam de atenção especial, por isso a troca anual deles é necessária.

Com esses cuidados básicos, é possível andar com segurança e manter os equipamentos bem conservados e higienizados. Uma dedicação constante evita gastos não planejados e até mesmo acidentes durante a prática.

Gostou de saber mais sobre a manutenção de patins? Então adote esses hábitos e veja os benefícios em longo prazo! Aproveite para ler o nosso artigo que aborda 6 cuidados que você deve ter com eles!