O skate que vem conquistando cada vez mais adeptos no Brasil e no mundo devido ao renome de campeonatos mundiais como X-Games, Dew Tour e Street League, que reúnem os melhores atletas da atualidade. Mas, muitos não sabem que existem diferentes modalidades para se praticar.

Existem diversas modalidades de skate que consegue saciar os desejos de quem curte velocidade, de quem prefere o meio urbano, de quem prefere acrobacias e, ainda, de quem gosta de altura.

Afim de esclarecer todas essas possibilidades, listamos alguns dos estilos mais praticados. Assim, você poderá saber um pouco mais sobre a versatilidade desse esporte, que pra muitos também é um estilo de vida.

Street

Essa modalidade é praticada nas ruas. É o estilo mais difundido no mundo de se praticar o esporte. Aqui, o que vale é a criatividade, pois as manobras são realizadas nos obstáculos encontrados no meio urbano — escadas, corrimãos, bancos de praça, hidrantes, elevações e outros objetos.

O street também pode ser praticado em pistas de skates (skateparks), nas quais existem estruturas que simulam a arquitetura urbana.

Bowl

Esse estilo nasceu nas piscinas da Califórnia em meados de 1970, quando uma grande seca atingiu a região. Com as piscinas vazias, os jovens decidiram dar outra utilidade a elas: deslizar com seus skates por suas paredes. O nome vem do fato das piscinas se assemelharem ao formato de bacias.

Hoje, as skateparks têm pistas apropriadas para a modalidade, mas a prática exige bastante experiência devido à periculosidade das manobras.

Vertical

Skate Vertical

A modalidade vertical é praticada em pistas extremamente altas — altura mínima de 3,50 metros — denominadas de half pipes. Essas pistas são construídas em formato de “U”, utilizando concreto ou madeira, para que os skatistas literalmente voem ao alcançar as extremidades da pista.

Durante esse voo, são praticadas diversas manobras que consistem na realização de giros e piruetas com e sem o skate próximo aos pés.

Downhill speed e slide

O downhill, como o próprio nome já indica, consiste na descida de ladeiras ou ruas de inclinação moderada e o skate pode atingir velocidades bem altas. Os shapes utilizados para essa modalidade (longboards) são maiores que os dos skates convencionais, podendo medir de 30 a 50 polegadas. Dentro dessa modalidade temos duas subdivisões: speed e slide.

Para downhill speed, a velocidade é o foco! Os praticantes têm como objetivo atingir altas velocidades, sem frenagens. Os equipamentos de segurança nesse caso devem ser diferenciados e muito resistentes para evitar lesões.

No downhill slide, apesar da velocidade, o praticante tem como objetivo principal executar manobras de derrapagem com o skate. Para isso, é necessário apoiar as mãos no solo durante os movimentos, ou seja, luvas apropriadas são indispensáveis.

Freestyle

 

Rodney Mullen

Esse é o famoso “estilo livre”, em que o praticante executa manobras consecutivas, sem se locomover com o skate. Não é permitido colocar os pés no chão e o local para a prática deve ser preferencialmente plano.

Muitas vezes a música faz parte da apresentação para embalar possíveis coreografias que o esportista executa.

Agora que você sabe um pouco mais sobre as diferentes modalidades de skate, qual será a sua escolha para começar a praticar? Compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a entenderem mais sobre o assunto!

NÃO PERCA NENHUMA NOVIDADE DO BLOG!

Assine o melhor conteúdo sobre moda e cultura Surf & Skate
e Ganhe 5%OFF para usar em nossa Loja Virtual!